A ATUAAÇÃO participa em reunião sobre abstenção jovem.

No passado dia 8 de março, a ATUAAÇÃO – Associação Jovem de Rio Maior, tomou parte numa reunião de trabalho organizada pelo Partido Socialista para discutir e propor soluções para os problemas que afetam os jovens e, sobretudo, o associativismo jovem e o grave problema da abstenção nesta faixa etária, como forma de preparação para as eleições europeias que se avizinham.

No que toca à abstenção, foi proposta a instituição do voto electrónico para os estudantes deslocados, para que não ficassem vedados de exercer esse direito por não se encontrarem no município onde têm residência fixada.

A maior causa identificada da abstenção jovem foi deveras o desconhecimento generalizado de como funciona o processo burocrático das decisões e o impacto que o mesmo tem nas nossas vidas: tanto a nível europeu como a nível nacional. Nesse sentido, propôs-se a criação e o aprofundamento de uma disciplina de Formação Cívica aos estudantes do ensino Secundário.

Passando ao associativismo jovem, as associações presentes denunciaram as grandes burocracias e elevados custos que implicam qualquer alteração no Registo Civil (por exemplo, pedido de alteração de morada), a falta de apoio por parte de alguns municípios e o complexo processo de candidaturas aos fundos do IPDJ (que, para além disso, no processo de decisão, favorece muito mais quem já se tenha candidatado no passado, com uma verba pré-determinada.)

Estiveram presentes várias associações, sobretudo estudantis, e da área de Lisboa. Em representação da ATUAAÇÃO esteve Tiago Jorge, Presidente da Direção. A reunião foi coordenada pela Senhora Secretária-Geral Adjunta do Partido Socialista, Ana Mendes e teve lugar na sede do Partido Socialista, no passado dia 8 de março.

0 visualização

©2020 ATUAAÇÃO- Associação Jovem de Rio Maior

  • Facebook
  • Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn